sexta-feira, 1 de julho de 2016

E porque hoje é sexta


E se aproxima a hora de partir para outro lado, de apanhar sol e de me deliciar no meu jardim privado, eis que amanhece com um frio e vento gelado o céu encoberto e poucas hipóteses de concretização do que eu queria mesmo fazer para relaxar!
Sendo assim.... vamos lá então trabalhar e enfrentar todos os problemas que ainda tenho para resolver.
Há gente que tem um karma tramado!!!

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Aproxima-se o grande evento

Há alguns anos, decidi que iria organizar um almoço de família que reunisse os primos espalhados e que já não se vêem há  muitos anos. Pensar no que nos une, apresentar as novas gerações e mostrar-lhes os lugares onde fomos felizes. O lugar onde nascemos é o que nos une e unirá para sempre.
Vai ser para a semana. Já somos 80 e muitos e eu ando entusiasmadíssima. Há primas com quem cresci que nunca mais vi. E o mais engraçado disto tudo é que gosto delas, revejo-as em nossa casa, lembro-me das conversas, vamos sabendo uns dos outros por terceiros e vai ser muito bom estarmos um dia inteiro todos juntos. Vou ouvir histórias novas, reter tudo aquilo que os mais velhos têm para dizer, emocionar-me com as histórias dos meus queridos antepassados.
Adoro estes eventos! ADORO!

terça-feira, 28 de junho de 2016

Só apetece praia!



Tudo marcado. Trabalho e lazer numa combinação perfeita. No sítio do costume mas a experimentar novas instalações. Mimar-me aos fins de semana para que  a segunda não seja tão penosa.
Ando cansada, muito cansada mesmo. Desmotivada e  com vontade de hibernar. Precisa-se urgentemente  de tempo de nada para poder ser tudo!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Faz calor e há imenso trabalho

E estas duas afirmações não são compatíveis. Numa manhã deitei por terra toda a serenidade ue tinah trazido comigo do fim de semana. muito sol, muita espreguiçadeira, boas leituras, deitar cedo, acordar com o sol, tomar o pequeno almoço no quintal a ver passar as gaivotas, nada de projectos, de coisas para fazer  de trabalhos inadiáveis. Jantar na ilha do Baleal a ver o mar! Um luxo nos dias que correm. Ver a luz a desaparecer nas arribas e a noite a chegar. Domingo, um passeio pela cidade e uma ida ao mercado de que tanto gosto! Entrar em lojas novas que não conhecia, observar os pormenores, comprar umas coisas para o almoço. 
2ª feira da parte da manhã, a sequência de trabalho a realizar fez voltar  o stress, a angústia do ainda não está feito dá cabo de mim!
Faltam ainda 4 dias para o próximo fim de semana! Estou exausta!

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Foi um serão especial


Última sardinhada na escola que me recebeu quando eu tinha 25 anos. Conheço cada canto, e cada esquina. Por ali me apareceram as primeiras rugas e ali passei muitas alegrias e muitas desilusões. Muitos passaram por mim e deixaram muita coisa comigo. Outros passaram sem deixar rasto e outros ainda deixaram grandes mágoas. Outros, os mais importantes, continuam lá e recebem-me com o sorriso de sempre. É a vida no seu esplendor!
É sempre triste ver desaparecer aquelas salas onde ensinei tantos anos e onde me fui transformando e aprendendo com os meus alunos. Muitos deles são homens e mulheres que vivem por esse mundo fora vidas de sucesso e eu fico feliz por saber deles.
A minha profissão tem destas coisas. Lida com barro ainda por moldar e este desafio constante de transformar em peças raras cada um destes meninos que se senta à nossa frente continua a ser fascinante.
Ontem encontrei as minhas caras de sempre! E foi tão bom!

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Amanhã é dia de voltar!



E mesmo chocando quem me ouve, não vou precisar de muita coisa! Só a espreguiçadeira, protector solar, um livro e muito sol!!
Viver ao sabor do sol, dormir quando vem o sono e levantar só mesmo quando me apetecer e a luz começar a incomodar. 
Preciso cada vez mais de dias assim em que nada me incomoda e em que as rotinas ficam para os dias de semana a mil à hora.
Mar, mar, mar e  algumas gaivotas a sobrevoar a casa.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Problemas do 1º mundo


São quando as tuas cabeleireiras se vão embora para uma formação quando tu tinhas pensado passar por lá e fazer um belo penteado e resolves lavar o cabelo em casa com o resultado previsível e tirar umas fotos na hora do almoço quando devias estar a responder a emails urgentes, a organizar a agenda e a programar ao milímetro os próximos dias.
E o que fazes? Compras  duas raspadinhas(!!), vens para casa toda  contente, tiras os sapatos, comes qualquer coisa e vais tirando umas fotos só porque te apetece. Acabou a hora do almoço, estás cheia de sentimentos de culpa, regressas ao trabalho e  e adia-se a programação para logo à noite!
Que nervos!!
Ah! Nem um cêntimo nas raspadinhas!!!

segunda-feira, 20 de junho de 2016

E parou mesmo!


Fim de semana de céu azul e de calor! Foi tão bom que o único problema foi ser tão pouco tempo!!! Regressar Domingo já muito tarde porque não me apetecia mesmo nada. 
Aproveitar o jardim novo, conversar, ler, apanhar sol. Coisas simples que me fazem muito bem.
Fechar a  porta com pena e já a pensar no próximo fim de semana.
Boa semana. A minha, vai ser recheada de compromissos inadiáveis.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Já parava o frio e a chuva!


Quero voltar para aqui! Vestir os calções logo pela manhã  deixar que o sol faça o resto. Ir ao mercado do peixe e demorar imenso tempo a escolher qual vou comprar. Dormir a sesta a ouvir o mar.
Deitar-me na sexta com a sensação de ter mais dois dias só para fazer o que me apetecer, ou seja, quase nada!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Coisas muito minhas


A imagem corporal que cada um tem de si pode não corresponder mesmo nada ao que os outros vêem nela. 
Penso que aconteceu comigo toda a minha vida e continua tudo exactamente igual. Depois de não sei quantos quilos a menos, olho-me ao espelho e vejo-me gorda. Continua tudo igual. Continuo a pensar que tenho de emagrecer muito mais, que tenho de deixar de comer uma série de alimentos e que tenho de continuar esta batalha que nunca terá fim. 
Não tem a ver com quilos, tem a ver com a mente!