sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Coisas....


Que me andam a incomodar a mente. Que me chateiam e me aborrecem! Relativizar mas pensar que temos que acabar com estes aborrecimentos. Porque me fazem mal à tensão arterial e ao meu bem estar.
Porque sei que tudo depende de mim e do meu comportamento.
E sim. Percebo muito bem que tenho de fazer mudanças no meu comportamento.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Fim de semana cheio


Basta a presença da minha neta! Como eu adoro este ser pequenino e os seus risos. Hoje vai passar rápido e amanhã também!
Chegar e abraçar. Apertar e aquele cheirinho bom a aquietar a minha alma.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Hoje é só ainda 4ª feira?


Pensava que já era 6ª feira!!
Tenho vivido assim nos últimos tempos. Baralhada. Com tanto para fazer e dizer e tão pouco realizado. 
Depois de concluir que ainda faltam uns dias para o fim de semana, fiz então a agenda para hoje.
 São sempre dias longos, cheios de batalhas, muitas delas que à partida estão perdidas. Trabalhar com pessoas tem destas coisas. As batalhas dependem muito delas  e o querer, embora se ensine, muitas vezes não se consegue aprender por motivos vários. Gera frustração eu sei mas hei-de continuar a lutar por uma escola onde todos tenham as mesmas oportunidades independentemente do sítio emocional onde nasceram. 
Por vezes é dificil explicar aos que estão de fora o que é que eu faço. Para além do trabalho burocrático, dos papéis,  das decisões a tomar, trabalho almas. Todos os dias! Ensino-os a olhar o futuro e se não o virem eu obrigo-os a inventar um de que gostem e a persegui-lo.
Só assim se consegue viver. Perseguir o futuro, apesar do passado e a chatice do presente.
É isso que eu faço! Todos os santos dias da minha vida. Levar jovens a acreditar para que tenham oportunidade de serem felizes, e de conseguirem ultrapassar as rasteiras da vida.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Faz Frio


Apetece casa. Aconchego. Lareira.
Apetece Paz. Entendimento. Partilha.
Apetecem sonhos. Aventuras. Lembranças para não esquecer. Coisas loucas.

domingo, 8 de janeiro de 2017

Da felicidade


Acredito que quando estamos felizes ficamos muito mais bonitos. Parece que o que sentimos nos ilumina o corpo e se nota em nós. 
Olho para estas fotos destes dias em Veneza onde fui tão feliz, mal sabendo eu que esses seriam os dias que antecediam  os piores tempos da minha vida, e gosto de mim assim.
 É sempre assim! Altos e baixos para que não tenhamos vidas monótonas!!
Olho para elas e lembro-me daqueles dias e o meu presente fica mais claro e alegre. Talvez seja para isso que servem as fotos. Para voltarmos a tentar ser assim, para que exista a prova de que é possível. Basta querer!

sábado, 7 de janeiro de 2017

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Este mês de Janeiro que me mata


 A montagem mostra os meus fins de tarde e os meus serões. Ainda não perdi o sorriso! Por enquanto!
Trabalhar, trabalhar, trabalhar! Pensar muito e chegar à conclusão que está tudo mal feito. Já não tenho capacidade crítica. Estou farta de não ter um minutinho livre, daqueles minutinhos em que fazes o que queres e o que te apetece e não há problemas de consciência.

Falta ainda tanta coisa para fazer  escrever!  Não há falta de ideias, há falta de tempo e de reflexão para colocar tudo no sítio, bonitinho e perfeito.
No dia 31 tudo acaba e eu serei a mulher mais feliz do mundo!
Até lá!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Quando amas sofres


Sofres de uma forma absurda, profunda e dolorosa. Custou tanto deixar a minha neta! Tanto, tanto!
Que amor é este que me assolou e me apanhou de surpresa! Que paixão pelas suas boquinhas, pelos seus risos, pelo seu cheirinho bom!
Como é que se vive agora sem a ter?

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Programar ao milimetro

É neste modo que estou nestes últimos dias. Nada de sofá, nada de olhar para o ar ou dormir mais do que o necessário ou deixar passar o tempo. 
Focar no que tem de ser feito. Metas definidas é o tempo agora de as cumprir. Penso que vou conseguir. 
Fim de ano? É só mais uma noite! Nada de festejos.
Caminhadas para  colocar a mente em ordem e pouco mais.
Este ano é assim. Para o ano, logo se vê!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Com um brilhozinho nos olhos...


Acabou o Natal! Mas não acabaram as visitas à minha neta nos intervalos do estudo.  Sorver o pouco tempo que tenho com ela. Falar, cantar, rir! Vê-la rir! Tão bom. Sonhar com ela. Acordar a pensar nela.
Depois outras notícias boas que enchem o meu coração!
A vida sempre a mostrar que tira com uma mão e dá com a outra. Sempre assim!